Cooperativa de Ensino Superior Artístico do Porto PT | EN

MENU seta_cesap
cesap-home

A Cooperativa de Ensino Superior Artístico do Porto (CESAP) é uma instituição de Utilidade Pública sem fins lucrativos, titular da Escola Superior Artística do Porto (ESAP).

1. As origens e o Projeto Pedagógico Alternativo Árvore

As raízes da CESAP assentam na Cooperativa de Atividades Artísticas Árvore, fundada no início dos anos sessenta do século passado. Para além do vanguardismo no campo da gestão e dinamização artística, a Árvore foi pioneira na criação de cursos superiores artísticos, os primeiros do Ensino Superior Particular e Cooperativo.

O Projeto Pedagógico Alternativo Árvore, surgiu em 1981, após a dissidência do grupo ERA (de Eduardo Calvet de Magalhães, Rolando Sá Nogueira, e Arnaldo Araújo), com a Escola Superior de Belas Artes do Porto, e na sequência do I Encontro Ibérico das Escolas Superiores e Faculdades de Belas Artes, iniciativa do Pintor Júlio Resende, onde se debateu o problema do ensino superior artístico.

A filosofia subjacente ao Projeto Alternativo Árvore coloca todos os cursos superiores artísticos no mesmo plano de importância cultural, e conceptualiza uma educação assente na "unidade e diversidade, experimentação e abertura à inovação, aprendizagem em vez de ensino, organização como ato inteligente em vez de burocracia, convívio contra a indiferença, preocupação pelos problemas individuais, … ousadia artística no seio de rigor científico. … Vida democrática, número ecológico de alunos, aceitar que todas as partes são iguais e nada é definitivo, lutar contra preconceitos pedagógicos, convivência etária, considerar que a Escola é a vida, não é preparação para a vida…" (in Árvore das Virtudes, E. Calvet de Magalhães, 2001, pp 53-54).

Por exigências legais, em 1982 procedeu-se à separação da Árvore fundadora e à instituição de duas cooperativas de ensino: a Cooperativa de Ensino Superior Artístico Árvore I (CESAA I) e a Cooperativa de Ensino Polivalente Artístico Árvore II. Foi adquirido em 1983, pelas duas Cooperativas, o edifício Casa da Virtudes, onde passaram a funcionar todos os cursos. Nele o Pintor Júlio Resende produziu o painel Ribeira Negra. O reconhecimento deste projeto inovador de ensino artístico foi rapidamente testemunhado por sucessivas visitas de Ministros, Secretários de Estado e do Presidente da República, e pelos depoimentos elogiosos do Instituto António Sérgio, da Comissão de Coordenação da Região Norte, e do Presidente da Câmara Municipal do Porto que, em 1989, atribui à instituição a Medalha de Mérito.

2. A CESAP e a ESAP

Em 1989 a CESAA I procedeu à revisão dos seus Estatutos e, para evitar conflitos de marca, alterou a sua denominação, adotando a atual designação - Cooperativa de Ensino Superior Artístico do Porto. Simultaneamente, a escola é dotada de autonomia administrativa, pedagógica, científica e artística, e adquire a designação atual - Escola Superior Artística do Porto (ESAP), uma escola associada da UNESCO.

O crescimento da ESAP obrigou a CESAP a ampliar os seus espaços, tendo sido adquiridos novos edifícios no coração do centro histórico do Porto (Património Mundial da Humanidade), com o objetivo de criar um polo sociocultural dinamizador de um centro vazio de pessoas e um edificado decadente.

A política de ligação à região e de oferecer um ensino superior artístico às comunidades mais distantes dos principais centros urbanos, levou à criação de uma Extensão da ESAP em Viana do Castelo, que funcionou alguns anos, e à criação de uma escola em Guimarães - Escola Superior Artística de Guimarães - que funcionou entre 1983 e 2020, e onde foram lecionados cursos de nível politécnico na área do desenho, ilustração e banda desenhada.

A mesma política abriu caminho à realização de inúmeras parcerias com várias entidades e autarquias do norte de Portugal, para a realização de diversos projetos de investigação e criação artística, ações de desenvolvimento do ensino artístico, como a mais recentemente parceria celebrada com o município da Figueira da Foz, para a criação de uma formação pós-graduada em cinema e audiovisuais a realizar naquela cidade.

3. Um projeto voltado para o futuro

Atenta às transformações no quadro do ensino superior artístico, a CESAP tem vindo a desenvolver a uma estratégia assente na(o) :

oferta de novas formações superiores e de uma formação contínua;

aposta na investigação, tendo sido criados dois centros de estudos, o CEAA - Centro de Estudos Arnaldo Araújo, acreditado e apoiado pela Fundação de Ciência e Tecnologia, e o LIA - Laboratório de Investigação em Arquitetura.

reforço da ligação à comunidade e dos estudantes ao mundo profissional, através da criação de um centro de produção e criação, o CESAAP - Coletivo Estratégico: Arte e Arquitetura – Produção.

internacionalização, tanto ao nível europeu, nomeadamente no âmbito do Programa Erasmus, como ao nível da CPLP e América Latina.

Por outro lado, a razão fundadora, da localização da ESAP no centro histórico do Porto na década de oitenta, deixou de fazer sentido nos últimos anos. Com efeito, no contexto sociológico da redescoberta do centro da cidade, com a sua reabilitação e consequente gentrificação, e do turismo massificado, o centro histórico do Porto tem vindo a tornar-se um “parque temático” visitado diariamente por milhares de turistas; situada no coração deste centro, a ESAP tem vindo a ser afetada negativamente, desde os problemas associados ao ruído criado pelos turistas e músicos de rua, até à inflação dos preços dos bens e serviços na zona.

Como tal, a Assembleia Geral da CESAP deliberou mudar as suas instalações para uma zona da cidade mais tranquila e com grande potencial para desenvolver um polo artístico. Aproveita-se assim a oportunidade para reabilitar um antigo edifício industrial e construir uma escola ambientalmente sustentável, projetada por arquitetos da casa, dotada de espaços adaptados às necessidades do ensino superior artístico do séc. XXI, e englobando uma residência universitária para estudantes e professores visitantes.

Assim, no próximo ano letivo, a (C)ESAP, no seu 40º aniversário, vai inaugurar as novas instalações, sitas na freguesia do Bonfim e reunindo valências que irão contribuir para reforçar um ensino artístico de excelência e voltado para o futuro.

barra_feder.jpg
barra_feder2.jpg
barra_feder3.jpg
barra_poise.jpg
barra_ue_fse.jpg
compete.png